Tudo o que você precisa saber sobre a emissão da Nota Fiscal Eletrônica

Fim do emissor gratuito, vantagens e tudo o que você precisa saber sobre a Nota Fiscal Eletrônica

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, obrigatória em diversos estados do Brasil. O objetivo é documentar as operações de circulação de mercadorias ou uma prestação serviços, ou seja, todos os processos de vendas de produtos ou serviços. Nos estados em que a NF-e é obrigatória, a empresa que insistir no modelo antigo pode ser multada por usar documento irregular. No Paraná, a obrigatoriedade da NF-e tem início em 1º de janeiro de 2017.

A NF-e contribui para a redução de custos, simplificando as obrigações dos contribuintes, e permite, ao mesmo tempo, o acompanhamento em tempo real das operações comerciais pelos órgãos fiscalizadores.

No Brasil, milhares de micro e pequenas empresas já emitem a nota fiscal eletrônica de mercadorias por meio do emissor gratuito da Secretaria da Fazenda do Estado (Sefaz). Porém, os emissores gratuitos não serão mais fornecidos a partir de janeiro de 2017 e não será mais possível fazer a instalação ou o download.

Para substituir o emissor gratuito, nossa recomendação é a plataforma Beija-Flor ERP, que além da emissão da Nota Fiscal Eletrônica, permite o controle e a gestão do negócio de forma totalmente integrada. Para emitir a NF-e, existem alguns requisitos mínimos:

Certificado Digital: O Certificado Digital é uma assinatura com validade jurídica que garante proteção às transações eletrônicas e outros serviços. O certificado permite que pessoas e empresas se identifiquem e assinem documentos digitalmente, de qualquer lugar do mundo com mais segurança e agilidade. Ele pode ser feito ONLINE, em sites como o da Serasa ou outros de certificação digital, na Associação dos Contabilistas de sua cidade ou nas Agências dos Correios. Caso não consiga em sua cidade, pergunte ao seu contador onde fazer.

Acesso à internet: É impossível a emissão da NF-e sem ter acesso à internet. Isto porque todas as notas emitidas vão para o mesmo lugar, pois é uma via direta de comunicação com a Secretaria da Fazenda de seu Estado e a Receita Federal. Certifique-se da conexão com a internet para realizar a emissão.

Emissão de NF-e:

Existem alguns softwares e aplicativos para a emissão de NF-e. Como indicado, nossa dica é o Beija-Flor ERP, que pode ser acessado online. Diferente de programas e aplicativos que exigem que você faça o download e leve horas aprendendo o funcionamento, o Beija-Flor ERP funciona 100% web e em qualquer computador, tablet ou celular. A plataforma não tem complicações e o passo a passo é bastante simples. Além de fazer a emissão do documento, você também pode gerenciar seu negócio na plataforma, uma oportunidade para otimizar o controle de estoque, compras e vendas, controle financeiro e obter diversos relatórios para a tomada de decisões. A empresa disponibiliza o Beija-Flor ERP para teste por 7 dias grátis. Clique aqui.

Especificamente sobre a NF-e, é possível na plataforma:

  • Realizar a emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NFe) e Nota Fiscal Eletrônica do Consumidor (NFCe)

Emissão, consulta, cancelamento e inutilização de NFe/NFCe; Cálculos automáticos de impostos; Integração com o módulo de vendas, evitando a digitação de dados repetidamente.

  • Importação do XML

Permite a importação das notas enviados pelo fornecedor; gera mais produtividade e evite erros de digitação.

  • Envio de XML/DANFE por e-mail

Envio do DANFE e arquivo XML por e-mail para o cliente e para o contador.

  • Armazenamento do Arquivo XML

Todos os arquivos XMLs são armazenados no servidor de forma segura.

  • Relatórios

Relatórios de notas emitidas e não emitidas.

 

 

 

 

Compartilhe...

4 thoughts on “Tudo o que você precisa saber sobre a emissão da Nota Fiscal Eletrônica

Deixe um comentário